Muito orgulho e sensação de dever cumprido
No dia do evento de encerramento da edição 2016 do Projeto AES Eletropaulo nas Escolas no CEMEB Antonio Gonçalves Dias, realizado no dia 26 de maio, os alunos participantes do Núcleo de Ação para a Ef

Entre os desafios propostos pelo NAEE das escolas participantes do Projeto AES Eletropaulo nas Escolas está a criação da Cápsula do Tempo. Nela, os alunos colocam uma carta com diversas dicas e orientações sobre o que pode ser feito para economizar energia, água e preservar o meio ambiente. A cápsula é enterrada e, depois de um ou mais anos, aberta.

Este tão esperado momento chegou para os alunos do CEMEB Antonio Gonçalves Dias, no dia 26 de maio, durante o encontro de fechamento do projeto. Alunos, mães, professoras, a coordenadora pedagógica Marineise de Oliveira Baudolino e a diretora da escola, Zádia Carmen de Lira Correa, participaram do evento, que contou com a apresentação do resumo das atividades desenvolvidas durante os 12 meses de projeto, com fotos, gráficos e depoimentos.

À procura da Cápsula

Logo em seguida, foi a vez dos alunos explorarem a escola para encontrar o mapa que mostrava onde a cápsula estava guardada. Ao encontrá-la, cada um deles pôde ler o que escreveu há um ano e refletir sobre tudo o que foi aprendido. Emoção, orgulho e brilho nos olhos foram os sentimentos mais percebidos nos presentes.

Entre os principais registros nas cartas, estavam a participação no projeto, a importância de economizar energia elétrica e de cuidar da água do planeta. E a reflexão levantada pelos alunos propôs algumas questões como “O que mudou na escola e em casa depois do projeto com relação ao consumo da energia?”; “O que eles aprenderam com o projeto?”; “O que os pais e os vizinhos acharam do projeto?”; “O que poderíamos ter feito de diferente se o projeto fosse realizado agora?”; ou “O que podemos realizar de diferente?”.


Mudança de comportamento

Durante o encontro, muitos professores, alunos e pais destacaram a mudança de hábitos diários, dentro e fora da escola, em casa e na comunidade.

Um belo exemplo foi o comentado no evento por Conceição Soares, mãe da aluna Thaylla, que agora está no 4º ano. Ela contou que, certo dia, sua filha acordou de madrugada e desligou todos os aparelhos da casa: televisão, luzes e carregador de celular da tomada. No dia seguinte, a família conversou sobre a importância de evitar o consumo desnecessário de energia e todos passaram a dar mais atenção a isso. Como resultado, a mãe informou que a conta caiu de R$ 85 para R$ 35 após alguns meses da nova prática. 

 

Para a professora Rosalina Rodrigues Couto, um dos grandes motivos do sucesso do projeto foi a grande receptividade das famílias, que realmente adotaram o consumo consciente de energia elétrica e de água, proposto pelo AES Eletropaulo nas Escolas.

 

Parabéns, alunos, professores e pais! Um dia de emoção e muito aprendizado. Que ele seja compartilhado cada vez mais. ?