ATITUDES QUE INSPIRAM
A Claudineide Silva Penai, promotora de eventos de Guarulhos, decidiu, por iniciativa própria, transformar as ruas do bairro onde mora. Ela solicitou aos vizinhos autorização para plantar árvores nas calçadas. Vale a pena conhecer e se inspirar com esta i

Foi depois de uma viagem para Gramado, na serra gaúcha, que a promotora de eventos Claudineide Silva Penai, de 44 anos, percebeu o quanto um espaço verde e arborizado traz vida e saúde para os ambientes.

Moradora de Guarulhos, ela decidiu, por conta própria, fazer uma campanha para tornar as ruas do seu bairro mais verdes. Para isso, conversou com os vizinhos e amigos para autorizarem a plantação de árvores nas calçadas, utilizando pneus que seriam descartados. E fez isso de porta em porta.

“Conversei com cada um deles para confirmar se cederia sua calçada para eu plantar uma árvore ou palmeira. Alguns relutaram, outros acharam a ideia bacana e então comecei a juntar pneus com o meu esposo, para usá-los no plantio das árvores.”, conta. 

Com os pneus recolhidos, agora o desafio da Neide é adquirir mudas e terra suficientes para colocar a ideia em prática.

Questão de hábito

No dia a dia, dentro e fora de casa, Neide conta que ela e o marido procuram adotar atitudes que promovam o cuidado com o meio ambiente e o consumo consciente e responsável dos recursos naturais. A separação adequada dos resíduos, o uso reduzido de detergente e a atenção com o consumo de água e energia elétrica estão entre as ações realizadas por eles.

“Apago as luzes quando saio dos ambientes, evito usar detergentes, reutilizo óleo de cozinha para fazer sabão, entre outras coisas. Meu marido criou um meio de captar água da chuva para usar no vaso sanitário e para irrigar as plantas e a nossa horta. Temos uma caixa com dois registros, um com água da chuva e outro com água da rua”, explica.                       

E acrescenta que, “essas atitudes não custam nada, é só questão de hábito. Tenho certeza de que, se cada um de nós fizer um pouquinho, teremos um planeta melhor para as próximas gerações”.

Um exemplo para se inspirar, concorda? Então, que tal mobilizar a sua escola ou os moradores do seu bairro para uma ação sustentável? Depois conte para nós como foi. ;)